29.6.10

A PEQUENA EPOPÉIA DO RITUAL NOTURNO


1º Ato:

Lavo o rosto com um gelzinho azul especial com cheiro de detergente francês e tiro as lentes de contato, que espremiam as bolas dos meus olhos pelas últimas 16 horas. Elas automaticamente se balanceiam e, através do espelho, vejo lá dentro delas enquanto escovo os dentes. Cuspo a água espumada com gosto de mentol e me sinto exteriormente limpo, embora com aquelas velhas sujeiras da personalidade. Ou o que quer que isso queira dizer.

Elas parecem vermelhas e cansadas, as bolas dos olhos desse cara que me olha. Ele tem olhos verdes, bonitos, no entanto os dentes estão amarelando. Tento ligar uma coisa a outra, e só consigo pensar na imagem de uma ampulheta flutuando em câmera lenta. Então suspiro um suspiro de, sei lá, alívio, mas percebo que estou mentindo pra mim mesmo. Não há alívio, o que há é desespero de saber que amanhã tem tudo pra ser igual a hoje e a ontem. Será mais um punhado de grãos de areia caindo em queda livre, e eu continuarei sendo esse ser desconhecido preso dentro do vidro... Até quando, porra?

Quando vou me acostumar comigo mesmo? Encontrar a plenitude ou pelo menos algo que se aproxime disso? Uma mulher perfeita: é pedir muito, Senhor? Eu quero tanto que acho até que mereço. Só que quando as candidatas aparecem, acabo mandando todas de volta pra casa dentro de poucos encontros – a maioria choramingando e me deixando mal. E por quê eu faço isso? Ah sim, essa é a peça do quebra-cabeça que está faltando. Nunca soube a resposta dessa pergunta, mas é inevitável fazê-la de tempos em tempos.

2º Ato:

Sem respostas, paro a trilha sonora melancólica que dá o tom da cena. Em silêncio, desligo a tela do computador e apago a luz do quarto. O coração da máquina fica pulsando numa luz azul. Enquanto deito para dormir, penso que estou baixando um filme e fazendo cromoterapia ao mesmo tempo. Cubro-me e respiro fundo.

Mais uma noite que você não vem, e eu me despeço pra mais uma jornada ao redor da realidade. Minha cama começa a levitar e fica ao mesmo tempo quente e fria, numa medida quase agradável... E eu fico com saudade do que nunca foi. Ou do que quase foi, mas se perdeu no ar. Aquela jabulani que bate nas duas traves e volta ao pé do zagueiro, então o juiz apita o fim de mais um tempo e a sensação é de eterna prorrogação. Sem disputa de pênaltis ou contagem de pontos.

3º Ato:

Respiro, respiro. Viro prum lado, depois pro outro. Tento me lembrar do que você escreveu no meu mural hoje à tarde. Imagino-te de maria-chiquinha, meias coloridas e aquele fio dental sobre o qual falamos antes de anteontem... Imagens se misturam e você sabe, splash em poucos minutos. Em sua homenagem é mais gostoso, dói menos.

Antes de adormecer, lembro que na verdade você não existe. Está longe, em Amsterdã agora. Fumando-me em algum coffe shop, com sua beleza e charme virtuais. Ou em Milão. Dormindo sozinha, pensando em mim, eu sonho. Ou em Nova Iorque ou na Cidade do México, num fuso horário distante do meu.

O despertador está marcado para às 11 horas de Brasília, como sempre. Amanhã teremos a tarde toda pra nos vermos no skype e nos prometermos o impossível. O real e o imaginário são os dois lados de uma mesma moeda, e sem um deles ela perde o valor. Duas pessoas viajando juntas transformam essa moeda em fortuna.

4º Ato:

Percebo que estou começando a viajar pra longe, deixo rolar. É pra lá que eu quero ir. Na sua direção. Tipo naquele filme de desenho animado em que o cara está sempre acordando num sonho diferente e tudo parece pra sempre sublime. É, você sabe qual é. Já falamos disso. Isso, aparece aqui debaixo do meu edredom e me abraça quentinho. Dá aquela risadinha que eu imagino que você tem e me faz sentir seu homem. Faz carinho, faz. Isso, assim.

O jegue agora descansa sob o sereno da floresta. Ele fugiu do cocheiro. Quer se livrar da carroça que vive presa ao seu lombo mas não consegue. E ainda tem um tapa-olhos desses que o impedem de enxergar o que acontece ao seu lado. Pra ele, o horizonte parece sempre inalcançável.

5º Ato:

Boa noite, meu bem. Vai com Deus se esvair nesse universo. Qualquer dia eu acordo com você aqui, em carne e osso. Qualquer dia eu acordo com você e quem sabe a nossa filha, longe daqui. Qualquer dia. Até lá, não deixe de me visitar, você é o meu segredo. Só quem sabe de ti sou e os meus deuses, minha deusa.

Minha deusa, adeus.

6 Comments:

Anonymous Anônimo said...

...

2:43 PM  
Anonymous Anônimo said...

Curiosidade rs
acontece tudo isso ai dentro de vc?

5:42 PM  
Blogger Maria said...

Nao deseje uma mulher perfeita.A perfeiçao é muito chata. ;-)

8:26 PM  
Anonymous Anônimo said...

SAUDADES...

11:50 PM  
Anonymous Anônimo said...

Afasto as pessoas ao meu redor,
Uso uma máscara para esconder meus sentimentos,
Não deixo que se aproxime demais de mim...
Para não descobrir os meus defeitos,
Não quero ser magoada...
Não sou atriz, mas represento muito bem este papel,
Eu fui ao show de Zé de Camargo e Luciano, dia 22 em SLZ, para ouvir música romântica, que ironia “sozinha”
Por um breve instante meus olhos cruzaram com os de um belo rapaz,
Meu coração disparou, nenhuma palavra foi dita,
Não sei o nome, nem sei se ele sentiu o mesmo,
Ou se é mero devaneio de uma garota carente que quer se apaixonar...
Você me reconheceria com um simples olhar, solidão...
Não procuro o príncipe encantado num cavalo branco...
Ou um anjo que caiu do céu, a beleza com o passar dos anos se transforma...
O amor verdadeiro... Este sim vale a pena... mas será que existe?
Sinto que posso falar qualquer coisa, você não sabe quem sou...
Por isso revelei este segredinho...
Loucura? Não é verdade?
Dulcy

3:13 AM  
Anonymous Anônimo said...

O que fazer ou pensar quando se está desesperado por algo:

LEIA SOZINHO porque no passado eu também não acreditava que ia dar certo, mas… funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS…

Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)…

Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes).

Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre w de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que w venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele w não pense mais nas outras… mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém…).

Publique esta simpatia por três vezes , basta copiar e colar por três vezes em in forum diferente esta simpatia abaixo e logo em 48hs você terá uma linda surpresa, beijos Ainda esta noite de madrugada o TEU amor dará conta de que TE ama, algo assim acontecerá entre 1 e 4 horas da manhã esteja preparada para o maior choque de sua vida! Se romper esta corrente terá má sorte no amor. Deus vai lhe abençoárá e sua vida não será mais a mesma.
Leitura das mais diversas, mas todas falam sobre o mesmo assunto você e suas "paixonites agudas". Acredite o universo conspira para e por você meu amor...

11:39 AM  

Postar um comentário

<< Home